PAHO Consultant – Tuberculoses – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil At World Health Organization (WHO)


OBJECTIVE OF THE OFFICE/DEPARTMENT

This is a requisition for employment at the Pan American Health Organization (PAHO)/Regional Office of the World Health Organization (WHO)

Contractual Agreement: Non-Staff – National PAHO Consultant

Job Posting: maio 5, 2023

Closing Date: maio 23, 2023, 11:59 PM Brasilia Standard Time

Primary Location: Rio De Janeiro, Brazil

Organization: BRA-01 Prevenção e controle de doenças transmissíveis

Schedule: Full time

PURPOSE OF CONSULTANCY

A PAHO Consultant may be engaged on a full-time or part-time basis for the purpose of performing a specific time-limited piece of work for PAHO in a technical advisory capacity or consultative capacity. Examples of the type of work for which a consultant contract should normally be issued are: analysis and advice on public health, medical, scientific or other health and related technical issues in countries, including the analysis of the national health situation, evaluation of national health programs, the establishment of local alliances and networks; direct technical assistance to address a particular health issue in countries (including disease outbreaks, response to emergencies, specialized training, research, development of policies, norms and protocols, etc.

A national consultant is a locally-recruited national and/or a resident of the country where the work is to be performed. The work performed by a national consultant is local or national in scope and normally supports PAHO technical cooperation programs in the country. A national consultant will normally be hired for periods not exceeding a continuous duration of up to one (1) year, renewable, for the same tasks as described in the Terms of Reference, within the same work plan and/or project. Upon completion of a series of continuous or non-continuous contracts equaling 48 months maximum.

Pay Band B-Middle level is applicable cases where the work is at a level equivalent to work at the P.3/P.4 levels. This pay band should be used for work that requires a number of years of first-hand technical experience in the subject matter area of work.. Hiring managers will be responsible for reviewing the consultant contract and for ensuring that: the services to be rendered match the criteria of the type of services to be provided by the consultant pursuant to the Consultant Policy; and that decisions on contracting and all other matters of substance are taken in accordance with policy provisions.

…Hiring managers will be responsible for reviewing the consultant contract and for ensuring that: the services to be rendered match the criteria of the type of services to be provided by the consultant pursuant to the Consultant Policy; and that decisions on contracting and all other matters of substance are taken in accordance with policy provisions…

DESCRIPTION OF DUTIES:

Resumo de Responsabilidades

Sob a coordenação técnica do Assessor em Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmissíveis, esta consultoria terá as seguintes responsabilidades: a. Participar de reuniões, eventos, seminários e atividades similares de sua área de atuação, conforme prioridades definidas pela Representação da OPAS/OMS;

b. Assessorar tecnicamente a equipe da Unidade Técnica de Doenças Transmissíveis e Meio Ambiente (UT CDE) junto às autoridades nacionais que participam nas diferentes instâncias dos Órgãos Diretivos da OPAS/OMS;

c. Assessorar tecnicamente a equipe da OPAS/OMS bem como a gestão da área para o fortalecimento dos processos de Cooperação técnica, incorporando os temas transversais do Plano Estratégico Regional da OPAS: Direitos Humanos; Equidade; Gênero; Etnicidade;

d. Contribuir com o planejamento, programação e monitoramento de ações que estejam diretamente relacionados com sua área de atuação;

e. Apoiar a elaboração de relatórios e planos de trabalho relacionados a sua área de atuação;

f. Apoiar o trabalho interprogramático com as demais áreas técnicas da OPAS/OMS e com as áreas da Sede da OPAS/OMS atuando ativamente nas atividades e tarefas solicitadas pela Unidade Técnica e/ou Representante;

g. Apoiar as ações de gestão de informação e conhecimento sobre o tema de sua responsabilidade;

h. Participar ativamente no uso de todas as ferramentas que permitem um maior intercâmbio de informação dentro e fora da Representação;

i. Apoiar as ações de cooperação técnica da OPAS/OMS junto à Gerência de Tuberculose da Secretaria de Estado de Saúde de RJ;

j. Apoiar tecnicamente as atividades de vigilância, prevenção e controle da Tuberculose, com foco nas populações vulneráveis e prioritárias, nos municípios prioritários e unidades do sistema prisional do TC 129;

k. Apoiar tecnicamente a UT CDE na construção e execução de planos ou iniciativas estratégicas em vigilância, prevenção e controle da Tuberculose que incorpore a análise da magnitude dos problemas e seu impacto nas iniquidades de saúde do pais; avaliar e recomendar tecnologias selecionadas para intervenções específicas; e a avaliação contínua de programas implementados e das tendências de saúde;

l. Apoiar tecnicamente a SES RJ no desenvolvimento de ações relacionadas a Avaliação de Tecnologias na vigilância, prevenção e controle da Tuberculose;

m. Prover suporte técnico apropriado para a incorporação de salvaguardas ambientais em todas as ações corporativas da OPAS, inclusive projetos e programas internos e externos de todas as áreas e promover o mesmo na relação com o Ministério de Saúde, em colaboração com o escritório regional da OPAS em Washington DC;

n. Apoiar tecnicamente as ações que visem fortalecer e impulsionar o trabalho em colaboração com agencias irmãs das Nações Unidas em atuação no país e com agências de cooperação internacional com interesse em temas de vigilância, prevenção e controle da Tuberculose;

o. Participar na promoção e facilitação da colaboração com organizações profissionais de saúde e centros de excelência nacionais e internacionais em temas de saúde e ambiente para reforçar a governança do setor e o fortalecimento de uma rede de apoio ao sistema nacional de saúde e ambiente do país. O objetivo é harmonizar conceitos, ampliar o alcance da agenda de trabalho da OPAS/OMS, acelerar os processos de análise de situação e de incorporação de evidências, melhorar a capacidade técnica de recursos humanos para atuar nas áreas de interesse do país e ajudar no monitoramento contínuo de planos e programas de trabalho;

p. Apoiar no fortalecimento da vigilância de saúde pública ambiental no país e estimular o compartilhamento da experiência nacional para promover o monitoramento de riscos evitáveis e de seus efeitos em saúde, o biomonitoramento humano de exposição a agentes tóxicos, e o monitoramento ambiental de qualidade do ar, da água e do solo, em colaboração com outros países da região. Especificamente, impulsionar a criação e o fortalecimento de uma rede nacional de laboratórios com capacidade instalada e operacional adequadas para responder às necessidades do sistema de vigilância em saúde ambiental do SUS.

Produtos esperados

a) Relatórios, base de dados e planos de trabalho que são solicitados e que estão relacionados com o planejamento, programação e monitoramento e de ações que estejam diretamente relacionados com sua área de atuação de Plano de Trabalho Bianual da OPAS/OMS 2023-2024;

b) Doze relatórios mensais com a descrição das atividades planejadas e implementadas para cada mês, e experiências exitosas e desafios durante o mesmo período;

c) Relatórios Semestrais do Termo de Cooperação TC 129 – Fortalecimento das ações de controle e eliminação da tuberculose no Estado do Rio de Janeiro;

d) Relatório Final do período contratado relatando as ações relevantes implementadas, desafios e aprendizados para o trabalho de cooperação da OPAS com o Brasil no âmbito da temática do contrato.

Habilidades/Conhecimentos Técnicos Especializados

a) Fortes habilidades profissionais orais e escritas, incluindo o desenvolvimento de relatórios, publicações científicas, apresentações orais e documentos técnicos para consideração nos mais altos níveis da Organização.

b) Fortes habilidades interpessoais, diplomacia e tato para se comunicar efetivamente com várias partes interessadas e profissionais de diversas origens culturais e profissionais.

c) Conhecimento e experiência na implementação de diretrizes e estratégias de vigilância, prevenção e controle da Tuberculose para apoiar sua implementação ao nível nacional.

d) Conhecimento e habilidade em ferramentas de elaboração de Diretrizes em vigilância, prevenção e controle da Tuberculose e Análise de Situação em Saúde.

e) Conhecimento e experiência em gestão de programas de saúde pública com Tuberculose. f) Conhecimento e experiência na implementação de diretrizes e estratégias de vigilância, prevenção, diagnóstico, tratamento e controle da Tuberculose, para apoiar sua implementação ao nível Estadual e Municipal; g) Conhecimento de diretrizes e protocolos terapêuticos para Tuberculose Multidroga Resistente;

h) Conhecimento e experiência na implementação de estratégias de cooperação técnica para o fortalecimento de ações relacionadas à detecção e tratamento da Infeção Latente da Tuberculose e inovações no diagnóstico laboratorial;

i) Conhecimento e habilidade para o desenvolvimento de estratégias de cooperação técnica para o fortalecimento de capacidades institucionais na temática de vigilância, prevenção e controle da Tuberculose para o fortalecimento do setor saúde na implementação de ações de atenção primária;

j) Conhecimento sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e seus indicadores, bem como sua relação com a vigilância, prevenção e controle da Tuberculose;

k) Conhecimento em planejamento, monitoramento e avaliação de programas de saúde pública e tuberculose.

l) Conhecimento e experiência com políticas públicas intersetoriais para apoiar na implementação de estratégias relacionadas à determinação social da Tuberculose.

Educação (Qualificação)

Essencial: Graduação na área da saúde: Medicina, Enfermagem e/ou outras do setor saúde.

Desejável: Pós-graduação ao nível de Mestrado ou Doutorado em Saúde Pública, Saúde Coletiva ou em áreas relacionadas a Tuberculose.

Experiência

Essencial: Mínimo de cinco anos de experiência em programas de gestão de saúde pública – Sendo dois anos em cargos de chefia/coordenação em saúde pública, onde pelo menos um ano em gestão de tuberculose e sendo um mínimo de um ano de experiência em organismos internacionais de saúde. Experiência comprovada na implementação de políticas públicas intersetoriais.

Desejável: Experiência comprovada em vigilância, prevenção e controle da Tuberculose, Micobactérias não tuberculosas e/ou Micoses Sistêmicas.

Idiomas

Essencial: Fluência em português e conhecimento de trabalho em inglês.

Desejável: Conhecimento de trabalho em espanhol.

Conhecimento de Sistemas

Habilidade demonstrada para utilizar efetivamente um computador e programas, tais como Microsoft Office Word, Excel, PowerPoint, SharePoint e Outlook.

Outras habilidades em IT e conhecimento de outros programas, tais como, Visio e Project serão uma vantagem.

Informação adicional

a) Os pagamentos mensais serão efetuados através da entrega de relatório de atividade, produtos estipulados nos termos de referência e apresentação de fatura.

b) Ter disponibilidade para viagens quando tais atividades ocorrerem fora do Rio Janeiro.

c) Posição exclusiva para nacionais do Brasil ou com permissão de trabalho no Brasil.

d) Duração do contrato: 01 ano

e) Remuneração mensal: R$ 14.000,00

f) A Organização se reserva no direito de considerar somente candidatos qualificados para esta posição.

ADDITIONAL INFORMATION

  •  This vacancy notice may be used to identify candidates for other similar consultancies at the same level.
  •  Successful candidates will be placed on the roster and subsequently may be selected for consultancy assignments falling in this area of work or for similar requirements/tasks/deliverables. Inclusion in the Roster does not guarantee selection to a consultant contract. There is no commitment on either side.
  •  Only candidates under serious consideration will be contacted.
  •  All applicants are required to complete an on-line profile to be considered for this consultancy. For assessment of your application, please ensure that your profile in Stellis is updated; all experience records are entered with elaboration on tasks performed at the time. Kindly note that CV/PHFs inserted via LinkedIn are no accessible.
  •  A written test may be used as a form of screening.
  •  If your candidature is retained for interview, you will be required to provide, in advance, a scanned copy of the degree(s)/diploma(s)/certificate(s) required for this position. PAHO/WHO only considers higher educational qualifications obtained from an institution accredited/recognized in the World Higher Education Database (WHED), a list updated by the International Association of Universities (IAU)/United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO). The list can be accessed through the link: http://www.whed.net/. PAHO will also use the databases of the Council for Higher Education Accreditation http://www.chea.org/search/default.asp and College Navigator, found on the website of the National Centre for Educational Statistics, https://nces.ed.gov/collegenavigator to support the validation process. Some professional certificates may not appear in the WHED and will require individual review.
  •  Any appointment/extension of appointment is subject to PAHO/WHO Regulations, and e-Manual.
  •  For information on PAHO please visit: http://www.paho.org
  •  PAHO/WHO is committed to workforce diversity.
  •  PAHO is an ethical organization that maintains high standards of integrity and accountability. People joining PAHO are required to maintain these standards both in their professional work and personal activities.
  •  PAHO also promotes a work environment that is free from harassment, sexual harassment, discrimination, and other types of abusive behavior. PAHO conducts background checks and will not hire anyone who has a substantiated history of abusive conduct.
  •  PAHO personnel interact frequently with people in the communities we serve. To protect these people, PAHO has zero tolerance for sexual exploitation and abuse. People who commit serious wrongdoing will be terminated and may also face criminal prosecution.
  •  PAHO/WHO has a smoke-free environment and does not recruit smokers or users of any form of tobacco.
  •  Applications from women and from nationals of non and underrepresented Member States are particularly encouraged.
  •  Consultants shall perform the work as independent contractors in a personal capacity, and not as a representative of any entity or authority. The execution of the work under a consultant contract does not create an employer/employee relationship between PAHO and the Consultant.
  •  PAHO/WHO shall have no responsibility whatsoever for any taxes, duties, social security contributions or other contributions payable by the Consultant. The Consultant shall be solely responsible for withholding and paying any taxes, duties, social security contributions and any other contributions which are applicable to the Consultant in each location/jurisdiction in which the work hereunder is performed, and the Consultant shall not be entitled to any reimbursement thereof by PAHO/WHO.

CLICK TO APPLY

Search Jobs By Country

List of Countries

February 2024
M T W T F S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829